É tempo de férias no blog

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Nas sombras

Olá pessoal. Vou ficar meio ausente do blog durante todo esse mês. Tirarei uns dias de férias e aproveitarei para viajar um pouco com a família. Quando voltar, espero estar mais disposta e energizada.

Ando desanimada com a cozinha. Não com o ambiente em si, nem com o ato de cozinhar. Mas com o sacrifício que ela me exige - as madrugadas e as poucas manhãs de domingo livres. Eu realmente amo bater um bolinho e assar uns biscoitos, mas o custo disso, neste momento, está mais alto do que eu aguento pagar.

É isso. No fim do mês, estarei de volta! Enquanto isso, participem da brincadeira do Desapego de Setembro! Vale kit com três livros do 'marravilhoso' Claude Troisgros! Até mais!

Desapego de setembro

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Eu amo livros de culinária. Além de comprá-los, eu também ganho muitos. Alguns viram referências obrigatórias, como os das minhas musas Martha Stewart, Donna Hay, Dorie Greenspan e Rita Lobo. Mas outros misteriosamente não conseguem abrir espaço na minha vida. Não sei explicar bem o porquê. Simplesmente não rola.

Assim, decidi que é hora de deixar alguns desses títulos ganharem donos novos. Pessoas que sujem suas páginas de ovo, molho de tomate, chocolate. Que acrescentem notas pessoais às suas receitas. Pessoas, enfim, que os amem e os usem de verdade.

Para deixar as coisas mais divertidas, resolvi, seguindo o exemplo do mestre VH-San, do Prato Fundo, fazer brincadeiras para selecionar os novos donos dos meus livros.

Neste mês, em que eu pretendo tirar uns dias de descanso, pergunto a você: pensando em lembranças de férias felizes, qual comidinha imediatamente vem à sua cabeça e por quê?

Vamos às regras? São poucas, vai.
  1.  Só podem participar pessoas residentes no Brasil;
  2. Para participar, preencha o formulário abaixo com dados de contato válidos e responda à pergunta;
  3. Você pode participar quantas vezes quiser, mas só uma pessoa será a vencedora;
  4. Você pode enviar sua resposta de hoje até 24 de setembro de 2017, às 23h59;
  5. O vencedor será contatado via e-mail. O resultado será divulgado aqui no blog e no Instagram ainda neste mês, fique de olho!
Quem vai avaliar as respostas e escolher a vencedora sou eu. E a escolhida será a que mais me despertar a vontade de provar o que você comeu, só para imaginar a sensação gostosa e toda a emoção boa que você me relatou.

Só faltou contar o prêmio, né? Acho que você vai gostar!

DesapegoSetembro_KitTroisgros
Tcha-nan!

Deu pra ver? É um kit com três livros do querido chef Claude Troisgros:

* Receitas originais do chef (Claude Troisgros)
* Receitas preferidas do chef (Claude Troisgros)
* As melhores receitas do Que Marravilha! (Claude Troisgros)

Curtiu? Então participe! O formulário está aí embaixo ;-)

Bolo de chocolate adoçado com tâmaras e purê de maçã

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Depois de uma sequência de receitas sem açúcar, ingredientes refinados e/ou artificiais, você merecia um tempo desse tipo de postagens. E eu dei. Mas não se engane, eu continuei testando receitas com essa pegada mais 'natureba', 'saudável' (chame como preferir - pra mim, são receitas que me ajudam a controlar melhor a compulsão por doces).

Uma das receitas que gostei de ter preparado foi a deste bolo de chocolate. Ele é muito úmido, fofíssimo, levinho. É pouco doce, o que o torna mais adequado para paladares adultos (ou para crianças novinhas que ainda estão sendo apresentadas aos doces). Eu gostei! Será que você vai gostar?

Bolo de chocolate adoçado com tâmaras
Receita adaptada daqui

Ingredientes:

100 g de tâmaras sem caroço*
1 xícara de purê de maçã
3 ovos
1/2 xícara de óleo de coco em estado líquido
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
1/2 xícara de farinha de coco
1/2 xícara de cacau em pó não adoçado
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/2 colher (chá) de sal
1/2 xícara de café forte coado na hora (pode substituir por água quente)

Modo de preparo:

Ligue o forno a 180ºC. Unte com óleo de coco uma forma quadrada de 20 cm de lado. Forre com papel manteiga, deixando sobrar papel nas laterais.

Em uma tigela grande, misture com um fouet a farinha de coco, o cacau em pó peneirado, o bicarbonato e o sal. Reserve.

No copo do processador, adicione as tâmaras e o purê de maçã e pulse até ficar o mais uniforme possível. Adicione então os ovos, o extrato de baunilha e o óleo de coco e bata até que a mistura fique bem homogênea, com fragmentos bem pequenos de tâmaras. Por fim, acrescente o café e misture na velocidade mais lenta.

Desligue o processador de alimentos e remova o copo do aparelho. Despeje a mistura líquida sobre a mistura seca e incorpore os ingredientes com o auxílio de uma espátula até obter uma massa lisa.

Verta a massa na forma preparada e leve para assar até que o bolo passe no teste do palito (comece a verificar após 30 minutos).

Deixe o bolo esfriar sobre uma grade ainda na forma. Use as sobras de papel manteiga para ajudar a desenformar, corte em pedaços e sirva.

Observações finais:

* 100 g de tâmaras não foram suficientes para adoçar o bolo - pelo menos, para o meu paladar. Acrescentei mais 3 colheres (sopa) de calda de tâmaras. Recomendo que você faça o mesmo usando o adoçante natural líquido de sua preferência.

* Para o purê de maçãs, eu cozinhei 1 kg de maçãs descascadas e sem o miolo, picadas grosseiramente, em 1/2 xícara de água. Usei uma panela de fundo grosso, que ficou tampada o tempo todo. Não sei quanto tempo levou - eu abria de vez em quando a panela e apertava as maçãs com as costas de uma colher de pau para testar se estavam macias. Quando começaram a desmanchar, desliguei o fogo e terminei de esmagá-las com a colher, mesmo.

Bolo de chocolate com abobrinha

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Esta não é a primeira receita de bolo de chocolate com abobrinha que aparece por aqui. Mas, certamente, será uma das que mais aparecerá na minha cozinha.

Neste domingo, queria preparar um bolo de chocolate com beterraba - o preferido das crianças - para comemorar o aniversário do meu pai. Mas, para a minha tristeza, eu não tinha beterraba em casa, nem tempo para sair e comprar. Mas tinha abobrinha. Duas médias, que provavelmente estavam esquecidas na geladeira há algum tempo, dadas as caras desanimadas.

Fiz uma pesquisinha rápida no Pinterest e encontrei uma receita de bolo de chocolate com abobrinha que me pareceu legal. Fiz algumas adaptações e mandei bala.

O bolo ficou delicioso, suuuuuper fofo, úmido, doce na medida, chocolatudo... e, para o meu alívio, não ficou com qualquer sinal de que pudesse haver um legume nele. Agradou todo mundo, da netinha 'não-quero-salada' ao vovô 'está-doce-demais'.

Ah, um destaque: a cobertura é certamente a mais fácil que você já fez na vida. E é tão boa quanto o chocolate que você usar ;-)

E na sua casa, será que esse bolo emplaca? Faz e depois conta pra mim!

Bolo de chocolate com abobrinha
Receita adaptada daqui

Ingredientes:

Para o bolo:
3/4 de xícara de óleo de canola
1 1/2 xícaras de açúcar
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/2 colher (chá) de fermento químico em pó
2 ovos grandes
1/2 xícara de iogurte natural não adoçado
2 1/2 xícaras de farinha de trigo comum
3/4 de xícara de cacau em pó não adoçado de ótima qualidade
2 colheres (chá) de café solúvel instantâneo (opcional, mas bem vindo)
3 xícaras de abobrinha ralada no ralo fino (não precisa espremer)
1/2 xícara de gotas de chocolate meio amargo

Para a cobertura:
1 xícara de gotas de chocolate meio amargo
Chocolate granulado a gosto

Modo de preparo:

Preaqueça o forno a 160ºC. Unte com manteiga uma assadeira retangular de 23 X 33 cm. Polvilhe com cacau em pó peneirado, batendo levemente na assadeira sobre a pia para retirar o excesso. Reserve.

Na tigela da batedeira, junte o óleo, o açúcar, a baunilha, o bicarbonato e o fermento. Bata em velocidade média até ficar bem combinado. Adicione os ovos um a um, batendo a cada adição, até ficar bem cremoso.

Some a farinha alternadamente com o iogurte, batendo até obter uma massa densa, mas homogênea. Adicione então o cacau e o café e bata até ficar uniforme. A massa vai ficar super pesada e grudenta e você vai me xingar, achando que eu passei receita furada. Mas calma, tenha fé.

Some então a abobrinha, batendo em velocidade lenta. Se preferir, pode incorporá-la à massa com o auxílio de uma espátula de silicone. Você vai obter uma massa de consistência bem mais fluida, pontuada por fiapos verdes assustadores. Novamente, você vai me xingar, mas controle-se, criatura.

Verta a massa na assadeira preparada e leve ao forno até que o bolo passe no teste do palito (quando espetado no centro do bolo, o palito de dentes sai limpo). No forno que eu usei, isso demorou uns 40 minutos, mas quem conhece o seu forno é você.

Remova o bolo do calor, espalhe sobre ele o mais uniformemente possível as gotas de chocolate e devolva ao forno por mais 5 minutos.

Retire o bolo do forno novamente. Você verá que as gotas de chocolate estão derretidas. Espalhe esse chocolate derretido por toda a superfície do bolo com o auxílio de uma espátula de silicone. Sobre a cobertura, salpique chocolate granulado.

Espere o bolo esfriar, corte em quadrados e sirva.

Bolo de chocolate com abobrinha
A cobertura fica molhadinha e brilhante no dia em que é feita, mas fica mais consistente e opaca quando seca. Chocolate puro, néam.

Observações finais:

* Os ingredientes fazem toda a diferença no produto final que você obtém. Assim, use o melhor chocolate que puder. O mesmo vale para o cacau.

* Eu usei 2 abobrinhas médias, mas como essa noção de grande-médio-pequeno é muito relativa, prefiro que você rale a abobrinha e coloque na jarra medidora, sem apertar, até chegar a 3 xícaras. Ah, nesta receita, não é necessário espremer a abobrinha antes de usar - a umidade dela é muito importante.

* Ralei a minha abobrinha na face do ralador cujas lâminas têm dois dentinhos juntos. Como isso é meio difícil de explicar, veja aqui um exemplo de ralador que tem essa lâmina. Mas, de verdade, acho que o ralo fino faz o trabalho igualmente bem. Só optei por essa lâmina porque achei que foi a mesma usada na receita original.

Brownies com cobertura de fitas de coco

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Hoje tenho a alegria de trazer pra você estes brownies que são simplesmente ARREBATADORES. Em maiúsculas, mesmo. Chocolate e coco, né, gente. Se juntos já causam, imagina juntos.

A ideia veio da mente genial de Alice Medrich, e eu a conheci há quase 6 anos no Technicolor Kitchen. 'Mas se a receita era tão boa, por que demorou tanto pra aparecer aqui?', você me pergunta. É que a fórmula original pedia chocolate com teor de cacau de 99% - que, além de ser difícil de achar, é super caro. Resultado: a receita foi para a lista 'quem sabe um dia'.

Até que, há um tempo, num artigo que apresentava formas de deixar brownies comuns 'vestidos para festa', a própria Alice sugeriu que usássemos a nossa receita preferida de brownies, só reduzindo um pouco a quantidade de açúcar. AEEEEE!

A receita que vocês verão agora é, portanto, uma adaptação do meu brownie preferido, com uma magnífica cobertura de macaroon*.

Pra não dizer que os brownies não têm defeito, eles são um pouco chatos de cortar em quadrados perfeitos por conta das fitas de coco. E, claro, não agradam quem não curte doce de coco. Mas, para mim, estavam perfeitos! Teste e veja se você concorda comigo!

Brownie com cobertura de fitas de coco
Receita adaptada daqui, cobertura daqui

Ingredientes: 

150g de manteiga sem sal, temperatura ambiente e picada
150g de chocolate amargo picadinho (usei um com 70% de cacau)
200g de açúcar refinado
50g de açúcar mascavo claro
3 ovos grandes
1 colher (chá) de extrato de baunilha
150g de farinha de trigo
¼ colher (chá) de sal

Cobertura:
1 clara de ovo grande
1 1/4 de xícara de coco em fitas*
1/4 de xícara de açúcar
1 pitada de sal
3/4 de colher (chá) de extrato de baunilha

Modo de preparo:

Preaqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma assadeira quadrada com 20 cm de lateral e forre-a com papel manteiga (deixe sobras de papel dos lados para servirem como 'alças' na hora de desenformar). Unte o papel também - mas não as alças.

Em banho-maria, aqueça juntos os ingredientes da cobertura, mexendo constantemente com uma espátula até que o açúcar dissolva e a clara fique esbranquiçada (no começo, parece tudo bem seco, mas à medida que o calor age, fica bem combinadinho). Remova a tigela do calor e reserve.

Derreta juntos a manteiga e o chocolate: acomode-os em uma panela de fundo grosso, em fogo baixinho, e mexa vigorosamente o tempo todo para não deixar queimar. Quando eles estiverem parcialmente derretidos, remova a panela do fogo e continue mexendo até que o derretimento esteja concluído.

Com um batedor de arame, incorpore os açúcares à mistura de chocolate derretido. Verifique  se a temperatura da mistura já está morna. Se estiver, junte os ovos, um a um, mexendo bem a cada adição. Some a baunilha. Peneire a farinha e o sal sobre a mistura e incorpore gentilmente com uma espátula de silicone, mexendo de baixo para cima, até que não haja mais farinha aparente.

Despeje a massa na forma preparada e alise a superfície com uma espátula. Sobre ela, espalhe uniformemente a cobertura de coco.

Asse por 20-30 minutos ou até que as laterais e o topo estejam sequinhos, mas com o centro ainda úmido (faça o teste do palito - você precisa obter migalhas úmidas). Deixe esfriar completamente na forma sobre uma gradinha. Corte em quadradinhos para servir.

Brownie com cobertura de fitas de coco

Observações finais:

*  Macaroon, conhece? É um docinho de coco assado, todo descabeladinho, feito com açúcar e claras. Não confunda com macaron, aquele doce francês chiquérrimo, elegantérrimo, feito por quem realmente manja dos paranauês.

* Quer fazer macaroons? Aqui tem uma receita muito boa da própria Alice Medrich.

* Achou o método de derretimento do chocolate muito temerário? Derreta então no micro-ondas ou em banho-maria (você pode até aproveitar o banho-maria da preparação da cobertura).

* 'Não tem coco em fita onde eu moro!' - use coco em flocos não adoçados, reduzindo a quantidade para 1 xícara. Só não vale coco ralado, que é muito pititico.

Brownie-bolo de chocolate delicioso da Lyle

domingo, 13 de agosto de 2017

Esta foi a segunda receita que preparei usando golden syrup (tive que ser rápida, antes que as formigas tomassem a cozinha só para elas). Escolher brownies foi natural, já que tenho o mais exigente provador de brownies em casa.

Desde a primeira passada de olhos na receita, já sabia que ela não agradaria muito o hômi. Brownie com fermento tende a ficar cakey, e ele não curte muito (pra ele, brownie só merece ser chamado assim se for fudgy).

Não deu outra. Ele provou, elogiou o equilíbrio, o sabor intenso de chocolate, o toque caramelado, mas concluiu: "Só que isso não é brownie. É só bolo de chocolate". Até me deixou levar metade da receita para o pessoal do trabalho. Felizmente, os colegas não são críticos tão rigorosos e adoraram. O brownie-bolo acabou em um piscar de olhos.

Tem golden syrup à disposição e está a fim de provar um bolo de chocolate bem chocolatudo? Esta é uma boa pedida. Se fizer, depois me conte o que achou ;-)

****************

Aproveito o dia de hoje para homenagear os pais e, em especial, o hômi e o meu pai, que estão entre os melhores pais que eu já conheci. Em comum, eles têm o fato de jamais terem aceitado ser coadjuvantes na criação dos filhos. Dividem tarefas, responsabilidades e todo o resto de igual para igual com suas companheiras. Sabem ser doces e brincalhões, firmes e assertivos, uma fonte de segurança, amparo e bons exemplos.

Aos pais queridos que me leem agora, que vocês tenham um dia lindo e que continuem fazendo a diferença na vida de seus pequenos. Vocês não estão só criando bons filhos - estão tornando a humanidade melhor.

Bolo-brownie de chocolate adoçado com golden syrup
Receita ligeiramente adaptada daqui

Ingredientes:

200 g de chocolate amargo picado (use um como pelo menos 70% de cacau)
150 g de manteiga sem sal em cubinhos
3 ovos + 1 gema em temperatura ambiente
2 colheres (sopa) de água fria
250 g de golden syrup
95 g de farinha de trigo com fermento (usei sem fermento)
1 colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal (acréscimo meu)

Modo de preparo:

Preaqueça o forno a 180ºC. Unte com manteiga uma assadeira quadrada com 18 cm de lado. Forre-a com papel manteiga, deixando sobrar para os lados.

Derreta o chocolate junto com a manteiga em banho-maria. Deixe esfriar.

Em uma tigela grande, bata ligeiramente os ovos com a gema e a água. Acrescente o golden syrup, seguido da mistura de chocolate e manteiga, mexendo até ficar homogêneo (se estiver batendo à mão, força na peruca, dá um pouco de trabalho para incorporar - mas dá certo).

Sobre essa misture, peneire a farinha de trigo e o fermento. Envolva delicadamente com uma espátula de silicone até a massa ficar lisa e uniforme.

Verta a massa na assadeira preparada e leve ao forno por uns 35 minutos (espete com um palito - se ele sair com migalhas úmidas, está pronto).

Deixe esfriar sobre uma grade na própria assadeira. Desenforme o brownie usando as sobras de papel manteiga. Remova o papel e corte em pedaços.

Sirva com sorvete ou com café (ou com os dois!).

Observações finais: 

* É muito comum que você veja essa recomendação em receitas que levam golden syrup (e nesta, em especial): resista à tentação de comer no mesmo dia que preparar. O sabor se desenvolve muito de um dia para o outro.

* Substituições possíveis para o golden syrup: combine 2 partes de Karo e 1 de melado de cana; ou partes iguais de mel e de Karo; ou só xarope de bordo (o preço é altíssimo, mas é mais fácil de encontrar); ou só Karo. O sabor não fica igual, mas deve ficar bom, também.

Pão de banana divino da Lyle

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Confesso que nem tinha pensado em estrear tão cedo o golden syrup - normalmente faço cerimônia quando tenho em minhas mãos um ingrediente muito desejado. Fico meses escolhendo a melhor receita possível. Mas, desta vez, nem deu tempo de pensar muito. As formigas da minha casa descobriram a lata e entraram em frenesi.

Antes que as pestinhas tomassem conta da cozinha, entrei no site da Lyle, a fabricante do golden syrup que eu ganhei, e fui atrás de receitas interessantes. Encontrei duas que, juntas, dariam cabo da lata inteira. Esta é a primeira delas.

Pessoalmente, prefiro bolos de banana fofinhos - pão de banana não é a minha primeira escolha. Mas este é realmente delicioso.

Se optar por servi-lo no mesmo dia, ele lembrará aqueles bolos com cobertura caramelada. Se embalá-lo (frio, claro) e deixar para servir no dia seguinte, ele absorverá a calda. Vai deixar de ter cara de banana caramelada, mas vai ficar muito mais saboroso. Pense aê o que você prefere ;-)

Pão de banana com golden syrup
Receita ligeiramente adaptada daqui

Ingredientes:

350 g de banana madura sem casca (usei 4 bananas-prata médias)
2 ovos ligeiramente batidos
50 g de manteiga sem sal derretida
150 g de golden syrup
185 g de farinha de trigo
2 1/2 colheres (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de sal
60 g de nozes picadas (usei pecãs, que eu gosto muito mais)
1 colher (chá) de extrato de baunilha

Decoração:
1 banana grande
1 colher (sopa) de golden syrup

Modo de preparo:

Preaqueça o forno a 170ºC. Unte com manteiga uma forma de bolo inglês com 23 x 13 x 7 cm*.

Acomode 2/3 das bananas em prato e amasse-as com um garfo até obter um purê. Pique o restante em cubinhos. Reserve.

Em uma tigela grande, combine os ovos, a manteiga derretida e o golden syrup, batendo com um fouet até espumar (como o golden syrup é bem denso, pode dar um pouco de trabalho - peça ajuda à sua batedeira, se precisar). Com uma colher de metal, envolva as bananas (amassadas e em cubinhos).

Sobre a tigela, peneire a farinha de trigo, o fermento e o sal. Envolva delicadamente. Por fim, incorpore as raspas de laranja e as nozes.

Verta a massa na forma preparada e alise a superfície. Corte a banana para decoração no sentido do comprimento e coloque sobre o bolo de maneira decorativa.

Leve ao forno até que o bolo fique dourado e passe no teste do palito. Retire do forno e deixe esfriar, ainda na forma, por 15 minutos. Remova então a forma e deixe esfriar completamente sobre uma grade.

Antes de servir, aqueça ligeiramente 1 colher de sopa de golden syrup e pincele com ela a superfície do bolo. Corte em fatias grossas e sirva.

Pão de banana com golden syrup - pequeno e cortado
Não consegui tirar uma foto boa do bolo grande cortado, mas tirei do pequeno. A textura dos dois ficou semelhante, com um tiquinho a mais de fofura e umidade no grande. Os pontos escuros na massa são as pecãs.

Observações finais:

* "Por que essa loka publica receita com ingrediente que não existe em canto nenhum?". Eu sei, golden syrup não é fácil de encontrar mesmo - esperei quase uma década para ter uma lata nas mãos. Mas vai que você encontra e fica sem saber o que fazer com essa belezinha. Já estou dando uma boa ideia, néam.

* No post sobre o golden syrup, eu expliquei as substituições possíveis, mas se estiver sem paciência de ir lá, pode deixar que eu repito aqui: combine 2 partes de Karo e 1 de melado de cana; ou partes iguais de mel e de Karo; ou só xarope de bordo (o preço é altíssimo, mas é mais fácil de encontrar); ou só Karo.

* Usei 3 formas descartáveis para assar o bolo. A forma amarela é de papel, tamanho grande, e foi comprada aqui. Como sobrou massa, fiz dois bolinhos pequenos, assados em forminhas de empada de tamanho médio (100 mL), de alumínio. Comprei aqui.

Printfriendly